terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

DIVAGAÇÕES EM VIAGEM


Viajar é uma emoção singular. Parece que os nossos olhos ficam mais abertos ao que não estamos habituados, o ouvido mais sensível a novos sons, o gosto curioso por novos paladares...
Acabei de chegar de mais uma viagem. A Europa está vestida de branco nesta altura do ano. É lindo mas muito inconveniente. O branco é uma cor que não dá para todas as ocasiões, suja-se com facilidade e, por fim, cansa os olhos dos que estão habituados à cor...
Mas para mim, o mais importante são as pessoas que encontro. Aquelas pequenas conversas que fazemos à mesa do restaurante com quem nos serve, com o empregado que nos atende numa loja, com o vizinho sentado ao nosso lado no avião.
É sobre este que eu queria falar. O homem era enorme. Por todos os lados. Dei por mim a medir a distância entre os meus joelhos e os dele em relação ao banco da frente. Tinha-os bem encostados, as pernas enormes quase não cabiam na cadeira e pior que tudo, esborrachavam-me contra a janela do avião.
Não resisti e meti conversa. Queixava-se ele que ninguém pensa nos que são XXL quando constroem carros, aviões, mobília etc. Mas eu mostrei-lhe as vantagens de ser daquele tamanho, podia por exemplo colocar as malas na bagageira com toda a facilidade, enquanto eu, às vezes quase que tenho que subir para o banco...
Quando a conversa esmoreceu, recolhi ao meu pensamento e maravilhei-me da criação de Deus, tão diferente e tão única. Criou uns de um tamanho “anormal”, outros fez de cor diferente, uns gostam do branco da neve, outros apaixonam-se pelas cores das árvores e do céu...
Colocou uns no Corpo para serem apóstolos, outros profetas, doutores, etc. Deu a uns a capacidade de consolar, a outros de exortar e corrigir, a alguns o dom de dar, a outros o de discernir e a todos, o de amar.
Enquanto o homem ao meu lado tentava colocar-se o mais confortavelmente possível sem nunca ter conseguido, eu fugia daquelas enormes pernas para o meu cantinho, imaginem, a pensar nestas coisas tão sublimes. Por isso gosto de pessoas. Fazem-me pensar e descobrir o que ainda não sei...

1 comentário:

  1. Que lindo minha Sara!

    E por isso que você é uma das melhores pessoas que já conheci nesta vida.

    Te amo!

    ResponderEliminar