sexta-feira, 23 de abril de 2010

DIA DO LIVRO

Fascínio, atracção irresistível, consolo, refúgio, companhia, deleite, ensino...isto e muito mais é o livro, para mim.
Entrar numa livraria é como se de repente o mundo parasse e só tivesse olhos para gente especial, invulgar e única. O perfume dessas pessoas entra-me na alma e envolve-me os sentidos. Toco os livros com respeito, abro-os com cuidado, sinto-os.
Têm sido meus professores, exortadores, consoladores e amigos.
Têm-me feito chorar, rir, explodir de raiva e ficar sem palavras durante horas.
São desafiadores, chocantes, estúpidos alguns, misteriosos outros, difíceis ainda outros, mas sempre presentes.
Estou feliz porque posso ler.Rica e privilegiada porque tenho livros.
Hoje é o Dia do Livro. Quero prestar a minha homenagem a todos os que os escrevem, que os fabricam, que os lêem.
Quero agradecer sobretudo pelo LIVRO.
Deus comunicou-se com os homens de muitas maneiras, mas sempre pela palavra. Umas vezes falada, outras profetizada, outras cantada e por fim pelo Seu Filho - o Logos de Deus.
Os homens que escreveram o Livro em épocas distantes, deixaram na sua escrita uma pequena marca da sua individualidade, mas uma grande página onde se pode ler: DEUS.

Sem comentários:

Enviar um comentário