terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

HERANÇAS

Na nossa família temos algumas conversas que, ouvidas por outras pessoas, parecem de loucos e não fazem muito sentido. Uma delas tem a ver com heranças! Brincamos com o que cada um vai herdar quando nos formos deste mundo. E é muito pouco...ou nada. Uns livros, fotos, bibelots... o resto terá o destino normal de qualquer lixo. Sempre que temos esta conversa, fico um pouco deprimida, porque afinal de contas, todos os pais querem deixar algo de valor aos seus filhos e descendentes. E nós... Mas depois olho para trás e vejo o que trouxe da casa dos meus pais...fotos, livros e pouco mais. Família pobre, não?
O livro de Deus também fala em heranças. Dou comigo a pesquisar as tais e descubro algo interessante num salmo de David: “agradável é o lugar que me calhou em partilha e preciosa é a herança que me coube" (Sal 16:6 BPT).
A alusão tem a ver exactamente com a corda ou cordel que era usado antigamente para medir as propriedades e determinar os limites ou extremas das mesmas, onde a seguir eram colocados marcos, para que ficasse bem definido para cada proprietário o que realmente lhe pertencia.
Este é um salmo profético e esta herança não tem a ver com coisas, mas com pessoas que foram dadas a Cristo como herança, ou seja, a porção do nosso Rei está entre os que são Seus, preciosos, agradáveis, pois foi assim que o Pai os viu no seu decreto e propósito. O apóstolo Pedro fala disso mesmo na sua carta, explicando que a nossa vida, como modelo para os que estão de fora, é a grande herança do Filho de Deus.
Fico mais feliz quando entendo isto. Afinal, tudo o que temos é perecível, quebrável, com tendência a envelhecer e não poder mais ser utilizado. Mas a nossa vida, o modelo do nosso viver, é a herança de Cristo que Ele deseja passar aos nossos descendentes quando formos recolhidos para outra dimensão com Ele e isso é mais valioso que o outro, a prata, os bens, as propriedades, casas ou riqueza que alguém deixe para outros usufruírem. Essa é a tal riqueza que a traça e a ferrugem não consomem e que os ladrões não podem roubar.
Responsabilidade acrescida: tenho que cuidar bem desta herança, para que os meus descendentes fiquem cada vez mais ricos em Cristo!

Sem comentários:

Enviar um comentário