terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

ENGANO VERSUS HONESTIDADE


Esta semana falei com uma pessoa que foi terrivelmente enganada por outra e como isso trouxe dor, frustração e desgosto. Dos seus lindos olhos não cessam de cair lágrimas, não apenas porque foi ludibriada, mas porque pensa que não é possível voltar a acreditar...
A honestidade não é apenas um valor que ensinamos aos nossos filhos, tem que ser um modo de vida de toda a família. Alguém disse que esta se constrói de vários materiais: tijolos, cimento, placas, telhado, e que, quando um desses materiais se estraga, quebra ou desaparece, a casa fica mais pobre, menos segura e menos forte. A verdade, a honestidade, é um desses materiais que fazem a nossa família, por isso, quando ela falta, a estrutura fica mais fraca e mais vulnerável.
Além de ser um valor importante na família e na sociedade, ela é uma das características de Deus. O próprio Jesus Cristo disse, “Eu Sou a verdade”. Infelizmente, a nossa sociedade está cheia de engano, de fraude, de mentira e desonestidade. Uma das facetas mais subtis da desonestidade é alguém levar-nos a acreditar em algo que não existe, que não tem base ou fundamento, que é mentira. Quando chega o dia em que os nossos olhos se abrem para a realidade, é uma desilusão e uma dor muito grande.
Com podemos viver num mundo assim? Em quem confiar? Deixe-me sugerir que, correr o risco de confiar, é a única saída que temos.
Mas podemos fazer um pouco mais: ensinar os que estão á nossa volta, mais novos, sobre o poder, a força que tem uma vida alicerçada sobre verdade e honestidade. Cada um de nós tem responsabilidade em corrigir as tendências distorcidas das pessoas que estão ao nosso alcance.
Se eu falar sempre a verdade em qualquer situação da minha vida, isso produz uma força positiva mesmo no meio do engano todo que existe à minha volta e quem me rodeia, vai saber que não vale a pena enganar-me também, porque quem vive na verdade conhece a mentira à distância!
A Bíblia ensina que devemos falar a verdade com o nosso companheiro. Compara ainda a verdade com um cinto que colocamos na nossa roupa e que segura todo o resto que temos vestido.
Não tenhamos medo de falar a verdade. Não abriguemos o pensamento que um mentirinha aqui, outra acolá, uma desonestidade pequena que não prejudica ninguém, não poderão afectar o seu carácter. Isto é engano também!
Deixemos Deus, a Verdade absoluta, ajudar-nos a viver uma vida honesta, transparente, confiável. Como o mundo poderá ser um pouco melhor, se cada um de nós fizer da verdade o padrão da sua vida!

1 comentário:

  1. Exacto "não tenhamos medo de falar a verdade". E, só para ter um comentário, digo que... Toda a gente um dia acaba enganada :) mas não enganam a Deus, nem a si próprios. A vida é assim, mais tarde ou mais cedo. Se a verdade fizesse parte da vida de certas e determinadas pessoas, que enganam e não se arrependem, aí sim, o mundo seria melhor. Mas até lá, vão continuando a enganar-nos, com textos e sorrisos, com palavras doces á frente dos amigos e facadinhas nas costas, como um recipiente, que até pode ser bonito por fora, mas está vazio. A vida é assim. Fiz um texto mais verdadeiro, num comentário. Sim, porque, melhor do que palavras, só mesmo as atitudes. E isso, nem todos têm :) Viva ao mundo das aparências, onde pisar os outros é o prato do dia. Mas digo já que é gourmet, porque tem um preço elevado. Só Deus sabe.

    ResponderEliminar