sábado, 28 de abril de 2012

"ESPELHO MEU...HAVERÁ ALGUÉM COMO EU?"



Quem não quer ser bela? Quanto tempo passamos diante do espelho, reinventando o nosso rosto, sonhando o que seria se os nossos olhos fossem maiores assim, se a boca fosse mais pequena, se o cabelo fosse mais sedoso... A procura da beleza sempre foi um objectivo de todas as mulheres, em todas as gerações, em todas as culturas, embora o conceito de beleza varie de uma para outra. Estava a imaginar porque é que ninguém jamais inventou um salão de beleza com um spa de massagens e banhos interiores, onde aquilo que não é visível em nós, fosse aperfeiçoado, alindado e retocado... Ninguém inventou, porque teria ido à falência no primeiro mês! Porque na realidade todo o nosso esforço é colocado naquilo que é visível, no que os outros podem avaliar, na vantagem que podemos tirar da maior ou menor atracção provocada pelo nosso corpo. O homem que escreveu o “Principezinho”, Exupery, disse: “O que é essencial está invisível para os olhos”. Como ele compreendeu de uma maneira tão plena uma verdade tão abertamente declarada na Palavra de Deus, a Bíblia! Aí sim, é o lugar onde podemos entrar para ser alindadas sem pagar nada. Aí encontramos todas as receitas específicas para cada defeito do nosso ser, com a garantia plena da cura. Claro que sou a favor que a mulher se cuide, fique bela para si e para os que a amam, mas a minha ideia é que não fique horas pensando e olhando para o espelho, preocupada apenas com o que é visível, mas que se reveja também na Palavra de Deus, que é também um espelho. Nela podemos encontrar o que nos falta para aperfeiçoar a nossa ira, impaciência, falta de perdão, culpa, falsidade, infidelidade, orgulho, inveja...vou parar por aqui, a lista é muito feia e no caso destas coisas existirem em nós, bem podemos fazer “peelings”, usar os melhores produtos para o nosso exterior, que a nossa interacção com os outros será sempre prejudicada por aquilo que está dentro de nós e que é tão defeituoso. Mais tarde ou mais cedo, essas coisas, se não forem tratadas, passam também a expressar-se no nosso rosto e aí sim, ficamos mesmo feias. A Bíblia fala que temos que parecer-nos com Jesus Cristo. Não temos uma foto Dele, tudo o que vemos por aí como representação da Sua pessoa é pura fantasia. Mas se lermos o que está escrito no livro de Deus, vemos com toda a clareza como Ele era no Seu carácter, na essência do Seu ser. E aí sim, podemos desejar ser mais iguais a Ele. Claro que não vamos conseguir sozinhas. Ele mesmo vai transformar-nos, Ele próprio vai assistir à reconstrução de tudo o que está debilitado, empobrecido e destruído em nós. Foi para isso que Ele veio ao mundo, se fez homem para sentir as nossas dores. A única diferença é que nós somos pecadores e Ele nunca pecou e, por causa disso, Ele pode resgatar-nos, libertar-nos de todas elas. Aí mesmo, onde está, pode começar este tratamento interior. O “divino esteticista” está à sua disposição, para transformar o que é feio em algo muito belo, aquilo que é decadente em novo e saudável. A decisão é sua.

Sem comentários:

Enviar um comentário