quarta-feira, 25 de julho de 2012

NESTE VERÃO


Parece que dá um frenesim nas pessoas. Não conseguem pensar em mais nada a não ser...férias! E aí vão, sózinhos, com a família, com amigos, mal acompanhados, para lugares onde vão dormir mal, comer pior, mas...são férias!
Dizem as pessoas entendidas, que tem sido um Verão diferente. Já não nos lembramos dos outros, da ventania, das manhãs carregadas de neblina, do frio à noite, da nostalgia de outros Verões que passaram cheios das mesmas coisas!
Mas talvez este tenha mesmo sido diferente. Todos anos as matas ardem, há pessoas vingativas, mesquinhas e doentes que se lembram de atear um fósforo e ficar de longe a ver uma mata arder e hectares de floresta a serem devastados pelas chamas. Este ano foi pior ainda.
Neste verão, arderam a Madeira, montados de cortiça, quilómetros de mata no Algarve. Os bombeiros sofrem, a população geme, o país empobrece. O Verão é culpado.
Neste Verão, um autocarro foi atacado por um terrorista na Bulgária. Várias pessoas morreram. vítimas deste atentado sem explicação. Pessoas que gozavam as tais férias, de repente viram o sonho de descanso e lazer transformar-se em pavor e sangue.
Neste Verão, em Aurora, no Colorado, gente que se senta confortável para ver um filme, de repente ouvem os disparos de um louco. Não vem do ecrã, não é filme, é real. E morrem na hora 12 pessoas e 58 ficam feridas sem dó nem piedade.
Neste Verão, um pouco por todo o mundo, os agricultores olham para o céu sem nuvens nem indícios de chuva. Os recursos de água vão acabando, o gado está em perigo e as sementeiras também.
Neste Verão, a Gronelândia olha espantada para o fenómeno dos gelos eternos a derreter-se numa velocidade anormal.
Neste Verão jogam-se as Olimpíadas em Londres. O alerta é total, não vá haver outro massacre.
Igual aos outros Verões? Nada é igual. O homem sem Deus maquina mais maldade, a sociedade sem valores encurrala-nos num mundo onde não há mais liberdade, nem para ir de férias, nem para ver um filme em sossego, nem  fazer uma viagem de autocarro em turismo.
Neste Verão, espero ansiosa por uma alegria. Tem que vir, é obrigatório.



·


Sem comentários:

Enviar um comentário