domingo, 31 de março de 2013

PÁSCOA FELIZ

Páscoa Feliz! Tanta gente que encontrei e e disse isto, tantas mensagens que recebi com estas palavras.  
Fiquei a pensar da razão por que as pessoas acham que este dia tem que ser mais feliz que os outros. Será por que se juntam com a família num almoço mais trabalhado e farto? Será por que alguns ainda têm o costume de dar e receber prendas? 
Fui às origens deste dia. Na primeira Páscoa, os hebreus tinha razão para sorrir e desejar um dia feliz aos vizinhos e amigos. Afinal, tinha chegado o dia da libertação. De armas e bagagens, caminhavam apressados para um destino que ainda não podiam ver, a não ser crer no que os seus pais lhes tinham dito sobre uma antiga promessa, que um dia, teriam uma terra a que chamariam sua. Haverá maior felicidade que a liberdade?

Na Páscoa  de Jesus não houve sorrisos. Apenas palavras de despedida.Um sentido profundo de que algo terminava e não havia vislumbre do que seria o futuro. Comeram o cordeiro com esse sentimento, partiram o pão e beberam o cálice sem entender muito bem que significado teria realmente, já que Jesus lhes dissera que a partir daquele momento, iriam fazê-lo em memória Dele.

Mas a Páscoa não terminou nas lágrimas de Maria, na traição de Judas, na negação de Pedro, na descrença dos discípulos. A Páscoa muda a sua cor no momento em que Jesus ressuscitado chama a mulher em desespero: Maria! No instante em que Ele entra na sala onde os Seus amigos estão fechados, com medo e frustração e lhes diz: Paz seja convosco! A Pascoa fica  feliz para dois, que vão a caminho de Emaús e aos quais se junta um viajante desconhecido, que os elucida sobre os acontecimentos que tinham presenciado. A Páscoa fica ainda mais colorida quando Ele parte o pão com eles e de repente, descobrem que era Jesus, que os acompanhara o tempo todo. 


A Páscoa é feliz, se dentro de mim tiver sinos de alegria a tocar. Se na minha alma a esperança for como uma âncora a segurar-me. Se no deserto e na tempestade, eu souber que Aquele que ressuscitou, está comigo, sempre!

Sem comentários:

Enviar um comentário