terça-feira, 16 de abril de 2013

PAI NOSSO...

Uma oração repetida milhões de milhões de vezes, por gente que a entende, por outros que a repetem apenas. Jesus foi ao encontro do desejo dos discípulos quando lhes deu este modelo de oração. Para eles, abriu-se uma nova janela de comunhão com o Eterno, pois até ali nunca lhe tinham chamado "Pai".

Hoje, orei-a outra vez, pausadamente, para  que todo o seu poder permeasse os meus sentidos, descesse ao profundo da minha alma e fizesse, mais uma vez morada, dentro de mim.
Parei na frase : "E  perdoa-nos as nossas dívidas, assim como perdoamos aos nossos devedores..."
Foi a primeira  parte  que me fez parar. Afinal que dívidas tenho para com  Deus? Bem sei que nunca  poderei pagar-lhe o amor, a protecção, o cuidado, a bondade...



Murmurei a oração outra vez e então entendi:
Perdoa a minha dívida de santificar o Teu Nome...quantas vezes me esqueço como Ele é santo, santo, santo...
Perdoa a minha dívida, quando coloco os meus interesses acima da grandeza do Teu  Reino...
Perdoa a minha dívida,  pois tenho a coragem de pensar que a  minha vontade é tão boa quanto a Tua...

Perdoa a minha dívida, quando imagino que tudo o que tenho é porque mereço, é porque tenho direito, quando afinal o pão que como, vem da Tua mão...
Perdoa a minha dívida quando me coloco acima  dos outros, num pedestal superior, esquecendo-me o quanto já me perdoaste...

Perdoa a minha dívida de gratidão, pois cada vez que sou salva do mal, é obra das Tuas mãos...
Perdoa quando não Te dou glória, honra  e poder...isso deveria ser o foco da  minha vida...
Devo-te tanto, Senhor que em comparação com o que outros me devem, é como uma gota de água  no oceano...


3 comentários:

  1. Que lindo Sarah,gostaria de publicar em meu blog,você me autoriza?

    ResponderEliminar
  2. Claro que sim...esta é a oração mais poderosa do mundo!

    ResponderEliminar
  3. Querida irmã Sarah
    Obrigada por autorizar, já publiquei, segue o link caso deseje fazer uma visita,abraços
    http://claradiscipulos.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar