sexta-feira, 7 de junho de 2013

AS SUAS MÃOS

Hoje lembrei-me da canção "Coimbra tem mais encanto,na hora da despedida..." porque neste momento estou a dizer adeus a uma das pessoas mais importantes da minha vida e, nesta hora, tudo nele tem mais encanto, tudo quanto fez e disse é aumentado em beleza e valor.

Ontem, peguei-lhe nas mãos, frágeis, inertes, sem movimento. Acariciei-as enquanto olhava o seu rosto quase sem expressão. E de repente, lembrei tudo o que aquelas mãos faziam quando eu era criança...
Como elas me corrigiram tantas vezes para que eu fosse uma mulher às direitas e, tarde na noite, quando chegava a casa, mesmo cansado, me levantavam, para me dar um copo de leite, só para que eu soubesse que se preocupava comigo... Mãos que me seguraram o corpo frágil e me mergulharam nas águas do baptismo; mãos que me levaram ao homem do meu coração, que me esperava vestido de noivo, no altar. Mãos que tocaram nos meus filhos com carinho e os dedicaram a Deus. Mãos que escreveram palavras, artigos e livros que enriqueceram a minha alma...e agora, estão ali, quase sem vida. 



Mas que lindas são as suas mãos! Que importa se nem sempre fizeram tudo perfeito, se em alguns momentos não seguraram a Mão suprema para vencer as suas lutas...o que importa é que hoje, têm um encanto e um valor tão grande, na hora da despedida. As mãos grandes do meu pai...

4 comentários:

  1. Bela Homenagem Sarah,meus sentimentos,que o Autor da vida te console.Ele apenas está indo primeiro,irá reencontra-lo um dia.Abraços

    ResponderEliminar
  2. Ele aina náo foi...resiste como um valente, mas está muito perto...

    ResponderEliminar
  3. Ele aina náo foi...resiste como um valente, mas está muito perto...

    ResponderEliminar