quarta-feira, 26 de junho de 2013

PARA SEMPRE

Conhecia o som dos seus passos, o bater dos seus dedos no tampo da mesa, o riso meio em surdina mas que lhe rasgava a boca, a letra miudinha e perfeita da escrita, o som da sua voz no meio de uma multidão a cantar...
Tenho ainda o calor do seu último aperto de mão e das derradeiras palavras, ditas quase num murmúrio. Sinto ainda nos lábios o gelo da sua testa, antes do seu corpo ser entregue à terra.Agarro-me com saudade às lembranças de uma vida tão perto dele...sinto o vazio da hora da visita diária junto da sua cama, parece que estou num labirinto onde não encontro a saída.
E no entanto, nunca a vida depois da morte fez tanto sentido, jamais tinha experimentado um sentido de paz tão profundo, mesmo quando as lágrimas teimam em cair.
Ele esteve cá muito tempo, tanto que pensávamos que era para sempre. Mas que digo eu, claro que ele é para sempre! Numa dimensão onde o mortal se reveste de imortalidade e o corruptível do seu corpo de incorruptibilidade, onde ainda não consigo chegar, imaginar ou sentir, ele vive.
E se eu olhar bem, vejo-o no olhar, nos sorriso e nos trejeitos dos meus irmãos, dos meus filhos, netas e sobrinhos. Ele ficou connosco, para sempre.

4 comentários:

  1. Fantasticas palavras, Sara, vindas do mais profundo dum coracao que amou , apreciou, viveu uma vida bem pertinho do coracao dum Pai tao especial como foi o teu!!!!Posso sntir tambem a tua dor, pois que a minha tambem foi tao identica, e que apesar de termos aquela PAZ que excede todo o entendimento...ainda a saudade nos angustia!!! Estamos contigo ...!!! Muito amor e carinho...We love you!! Stay strong...all will be ok...soon!

    ResponderEliminar
  2. Bela verdade e realidade que é dada pelo "Paracleto" o Espirito Santo, que atesta ao nosso Espirito de algo que transcende o nosso entendimento.....foi tambem a minha esperiencia quando partio o mau Pai jà la vao quase 5anos , que a paz e o conforto do Pai celeste seja convosco ! Um abraço do Tonho e Antonia

    ResponderEliminar