quinta-feira, 9 de outubro de 2014

PERFEIÇÃO



Um dos sonhos da nossa vida era que as nossas relações, filhos, amigos, empregos fossem perfeitos. Tentamos por todos os meios que seja assim. Corrigimos aqui, cortamos acolá, camuflamos deste lado e escondemos daquele, para que os que nos rodeiam olhem pelas nossas janelas e vejam um casamento onde tudo é carinho, concordância, paixão; onde os nossos filhos são sempre obedientes estudiosos, crentes, saudáveis, os primeiros da classe, os melhores no desporto que escolheram; onde os amigos são sempre fiáveis, fieis; onde os empregos são bem remunerados e os nossos patrões nos elogiam frequentemente e os colegas nos respeitam e nunca são desonestos. Sonhamos…
Mas não é assim. E como não é, procuramos avidamente fazer comparações com outros, tentando tornar as nossas faltas mais pequenas, comparadas com as deles, ou a nossa frustração menor se a vida deles é menos fácil e bonita. Temos muita dificuldade em entender que na nossa casa, relação, amizades, Deus está a trabalhar um plano perfeito (Ele sim, é perfeito!) através das frustrações e erros do nosso dia-a-dia. Que os processos do Todo-Poderoso englobam exatamente essa imperfeição perturbadora, para nos fazer chegar mais perto daquilo que Ele intencionou para a nossa vida.
O que me irrita pessoalmente é que todas as vezes que fazemos as tais comparações, esquecemos de fazê-las com a Sua perfeição. Aí o padrão absoluto que exigimos e sonhamos para a nossa vida, ficaria mais leve e mais doce, porque foi isso que Ele prometeu.
E esqueço também que os outros que têm os mesmos problemas de imperfeição, podem animar-se ao olhar para a minha vida, quando me levanto de uma queda, de um erro, porque Ele me deu a mão…
Um dia chego lá. Um dia serei perfeita. Mas ainda estou no processo, lentamente, mas sem desistir.


Sem comentários:

Enviar um comentário