segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

VOLTEI!

Não desisti, de todo. Os meus seguidores e leitores terão pensado que desapareci, que decidi parar de escrever.  Nada disso. O final de ano e o princípio deste 2016 foram muito difíceis. Estive muito doente, passei o Natal na cama com uma destas gripes de "estimação",  uma tosse tão violenta que nem o antibiótico parecia conseguir vencer. Num desses acessos de tosse, desloquei uma vértebra na coluna e aí é que a coisa piorou. Durante 20 dias não consegui deitar-me. Cada vez que o fazia, os espasmos de dor eram como choques eléctricos que me atravessavam toda. Dormitei, neste dias, num sofá com pés, sozinha, na sala. Noites imensas, enormes, porque ouvia todos os sons da rua e a partir de uma certa hora, o sino da igreja, implacável, dizendo que a manhã estava  a raiar.
Nesse estado de dor intolerável, fui visitada por "anjos" que me trataram, por orações de amigos que suplicaram a Deus por mim, pelo carinho de quem me conhece e estima. Mas mais do que isso, nas longas horas da noite, a Palavra de Deus foi o meu consolo, a Presença de Deus foi o meu ânimo, o Espírito Santo que vive em mim, o meu consolo. Nas horas de meditação silenciosa, entendi mistérios que nunca tinha desvendado, entrei nas profundezas da minha alma e fiz balanço à minha vida.
As dores, físicas ou emocionais que nos assaltam, podem ser um meio único pata nos fortalecer e nos levar a querer ser pessoas melhores, mais compassivas, tolerantes e cheias de graça. Ainda tenho um longo caminho até ficar bem, completamente, mas isto tudo para dizer-vos que ESTOU DE VOLTA!

Sem comentários:

Enviar um comentário