quarta-feira, 1 de março de 2017

ENTRE O DOIS...

É isso, estamos entre duas estações. Os agasalhos de Inverno põem-se e tiram-se. O sol brilha de vez em quando, a chuva cai envergonhada e vai-se embora.
Parece que a nossa vida fica sempre pendurada entre dois pólos:
Amor, ódio
Presença, saudade
Trabalho, descanso
Mágoa, perdão
Juventude, velhice
Filhos, netos
Amigos, solidão
Saúde, doença
Desespero, esperança

E havia tantos mais... O que fazemos entre os dois, determina a essência do que somos. Grita o que queremos, exige o que esperamos.
O que fazemos entre os dois, é o processo meticuloso que Deus usa para fazer de nós pessoas mais humanas.
Nenhum dos dois pode ser desprezado, evitado, nem ignorado. Tal como as estações, estão lá por uma razão. 


Sem comentários:

Enviar um comentário